14 ANOS DE CADEIA PARA LADROES BRASILEIROS QUE DEIXARAM PADRE ESPANHOL PARALITICO DE TANTO BATER - Atualidades

14 ANOS DE CADEIA PARA LADROES BRASILEIROS QUE DEIXARAM PADRE ESPANHOL PARALITICO DE TANTO BATER


MADRI, 20 Out. 17 / 03:30 pm (ACI).- O Tribunal Provincial de Pontevedra (Espanha) condenou a 14 anos de prisão os agressores do idoso pároco de Santa Rita, por um crime de roubo com violência e lesões agravadas.
Em 8 de outubro de 2016, dois homens entraram na igreja de Santa Rita em Vigo dizendo que queriam se confessar com o pároco. Uma vez no interior do templo, espancaram Pe. Antonio Rodríguez, de 80 anos, e roubaram todo o dinheiro, assim como as joias, o relógio e os óculos do sacer dote.
Após a agressão, o sacerdote idoso sofreu um derrame cerebral, teve que ser operado com urgência para tirar um coágulo de sangue da sua cabeça e tiveram que submetê-lo ao coma induzido durante várias semanas.
Devido à sua idade, Pe. Antonio Rodríguez ficou com 95% do corpo imobilizado e incapaz de mover-se sozinho, assim como com uma “alteração das funções cerebrais superiores com grau moderado-grave”.
Por esta razão, o Tribunal Provincial de Pontevedra condenou os dois ladrões, ambos brasileiros, a 14 anos de prisão: quatro anos por roubo com violência e outros 10 por lesões agravadas.
Também estão proibidos de aproximar-se da vítima por um período de oito anos depois de cumprir a pena e a indenizar o sacerdote com mais de 429 mil euros pelas suas sequelas e lesões e com mais de 9.500 euros devido às despesas da sua reabilitação.
Atualmente, o sacerdote vive na cassa sacerdotal de Nossa Senhora da Guia, na Diocese de Tui-Vigo, necessita de ajuda constante, pois não pode se mover nem se alimentar sozinho. Sua irmã é responsável por cuidar dele e também deverá receber uma indenização no valor de 60 mil euros.
0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Footer

Tecnologia do Blogger.