Bispo alemão critica duramente o Vaticano por vetar distribuição da eucaristia para protestantes - Atualidades

Bispo alemão critica duramente o Vaticano por vetar distribuição da eucaristia para protestantes








Dom Feige critica duramente a Santa Sé pelo veto da comunhão dos protestantesMons. Gerhard Feige, bispo de Magdeburg e presidente da comissão ecumênica da Conferência Episcopal Alemã disse que ele acha "incompreensível" a carta de Mons. Ladaria sobre o acesso à comunhão dos protestantes casados ​​com católicos.
(InfoCatólica) Em um comunicado publicado no site do alemão Conferência Episcopal Bispo. Feige indica "é completamente incompreensível para mim", que após a reunião em Roma em 3 de maio, que pediu aos bispos alemães chegaram

">acordo unânime sobre o acesso à comunhão dos cônjuges protestantes de casamentos mistos, agora vem essa "ordem, um mês depois," mudar a decisão do Papa.
"Desapontamento é ótimo para muitos, o dano é imprevisível. As feridas estão abertas novamente. A amargura e resignação estão se espalhando ", diz ele.Bishop Feige lembra que mais de três quartos dos bispos alemães e chegou a um acordo pastoral sobre uma questão que há muito a ser analisados, como já foi levantada há 42 anos em um sínodo realizado em Würzburg vir, onde foi acordado que seria aconselhável permitir a comunhão dos protestantes em certos casos, depois de receber conselhos espirituais e agir em consciência.
">O prelado afirma que na ausência de um guia confiável pelos bispos em todo esse tempo, muitos fiéis começaram a agir por conta própria.
E o divorciado e se casou novamente?Finalmente O bispo Feige faz uma pergunta fundamental:

    
Por que não houve oposição do Vaticano em relação aos divorciados e recasados?Bishop é mostrado perdeu pelo 'surpreendente' que o Vaticano não se opôs quando os bispos alemães decidiram dar a comunhão a divorciados em uma nova união, mas agora causar problemas para esta questão da comunhão para pessoas de diferentes confissões cristãs , alegando que "afeta a fé da Igreja e de toda a Igreja".
0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Footer

Tecnologia do Blogger.