Nova lei australiana visa forçar os padres a violar o segredo da confissão - Atualidades

Nova lei australiana visa forçar os padres a violar o segredo da confissão






(Catholic Herald / InfoCatólica) A Assembléia Legislativa do Território da Capital da Austrália ampliou a regulamentação sobre o relatório de abuso para incluir informações divulgadas no confessionário. O arcebispo Prowse criticou as novas leis de informação obrigatória que incluem o sacramento da confissão.
Em um artigo para o Canberra Times, o arcebispo Christopher Prowse, de Canberra e Goulburn, apoiou o esforço para proteger as crianças, mas disse que "violar o segredo sagrado da confissão não impedirá o abuso".

">O arcebispo Prowse disse que a lei seria ineficaz, em parte porque os abusadores provavelmente não confessariam seus crimes se "pensassem que seriam denunciados".
O arcebispo acrescentou: "O governo ameaça a liberdade religiosa, designando-se um especialista em práticas religiosas e tentando alterar o sacramento da confissão sem oferecer qualquer melhoria na segurança das crianças".

">A primeira-ministra de Nova Gales do Sul, Gladys Berejiklian, disse: "Estas são questões complexas que devem ser equilibradas contra o que as pessoas acreditam serem liberdades religiosas".
A Arquidiocese de Camberra e Goulburn tem nove meses para negociar com o governo antes que a lei entre em vigor

0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Footer

Tecnologia do Blogger.