'Secar a Argentina na Copa não é pecado', diz padre brasileiro - Atualidades

'Secar a Argentina na Copa não é pecado', diz padre brasileiro


'Que o Papa Francisco não nos ouça', acrescenta padre Omar Raposa, pároco da Igreja São José da Lagoa do Rio de Janeiro

O pároco da Igreja São José da Lagoa do Rio de Janeiro, padre Omar Raposo, afirmou ao Sputnik Brasil que "secar" a seleção argentina não é pecado. Os sacerdotes e fiéis cariocas também acompanharão os jogos da seleção brasileira na Copa da Rússia em evento organizado pela Arquidiocese de São Sebastião."Além de um palco com telão para acompanharmos os jogos, teremos uma decoração especial com materiais reciclados e a participação do bloco carnavalesco Cordão de São José. Vamos ter ainda comidas de festa junina e feijoada com roda de samba", ressalta o religioso sobre o evento "Torcida da Fé", que aposta numa goleada brasileira por 3 a 0 na estreia contra a Suíça.
Padre Omar ainda deixa os torcedores despreocupados, pois diz que não é pecado "secar" a seleção argentina, "mas nossa obrigação". "Que o Papa Francisco não nos ouça", acrescenta, lembrando o gosto do líder da Igreja Católica pelo futebol.
O pároco destaca que a fé no hexacampeonato da Seleção é tamanha que toda a infraestrutura para o evento já foi planejada até a final.
"A gente montou uma estrutura já pela fé. Vamos cumprir a etapa completa, da primeira fase até a final. Toda a infraestrutura do evento está locada com essa intenção. Estamos percebendo o valor e a disciplina dos jogadores. Esses elementos nos fazem arriscar, criando um ambiente já certo para que possamos levar o nosso evento até o final da Copa", ressalta padre Omar, que torce pela disputa do título entre Brasil e Alemanha.
O espaço localizado ao lado da Paróquia São José da Lagoa transmitirá todos os jogos da Seleção Brasileira, conforme o time for avançando na Copa do Mundo
0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Footer

Tecnologia do Blogger.