Fiéis não aceitam novo padre,e impedem missa desligando a energia elétrica - NOTICIAS CRISTÃS

Fiéis não aceitam novo padre,e impedem missa desligando a energia elétrica


"O povo não vai aceitar o padre que foi nomeado": Fiéis impedem posse de pároco em Viana do Castelo
Paroquianos saíram da igreja na hora da missa e desligam a luz no templo.
Cerca de uma centena de fiéis aguardava o início da missa das 17h30 de sábado, na igreja de Santa Leocádia de Geraz do Lima, Viana do Castelo. Um dos padres que "a paróquia arranjou para garantir o culto" preparava a eucaristia.

"O padre Adão Lima e o arcipreste apareceram no altar e as pessoas ficaram surpreendidas. O padre que ia celebrar a eucaristia também não estava a contar e ficou numa posição ingrata. A maioria das pessoas abandonou a igreja e, à saída, desligou as luzes do templo, manifestando a sua indignação", disse Agostinho Lima, porta-voz dos fiéis.


Os paroquianos impediram, assim, a posse do pároco nomeado em maio do ano passado, após a morte do sacerdote João Cunha. Consideram que Adão Lima é "uma pessoa materialista, com grandes sinais de riqueza, autoritário, inacessível, não dialogante e um mau exemplo" para a comunidade. "Qualquer outro padre será bem recebido, menos o que foi nomeado pela Diocese", disse.

Este domingo, já depois da manifestação de indignação por parte dos fiéis, Agostinho Lima indicava que os paroquianos nunca vão aceitar o novo pároco. "As chaves da igreja continuam nas mãos da população, que não vai desistir de lutar pela substituição do padre nomeado", explicou o porta-voz.
Os paroquianos já terão reunido com o vigário-geral para exporem os seus motivos, num encontro sem resultados.
"O povo não vai aceitar este padre", refere Agostinho Lima.

O porta-voz dos fiéis indica ainda que a população se "mantém firme" na contestação ao pároco nomeado pela Diocese e que em breve será convocada uma reunião. Contactada este domingo, fonte da Diocese de Viana do Castelo indicou que o bispo Anacleto Oliveira "não faz qualquer comentário sobre o assunto

0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Footer

Tecnologia do Blogger.