Cantora transsexual fala da vontade de gravar gospel e desabafa: “Minha religião é Jesus” - Atualidades

Cantora transsexual fala da vontade de gravar gospel e desabafa: “Minha religião é Jesus”




Rafa Vilella, é filho único de um pastor, e desde criança percebeu que era diferente dos outros garotos. Apesar de relutar muito, descobriu que não se encaixava no gênero masculino.

Quando decidiu fazer a transição seus pais não aceitaram. Rafa então saiu de casa e foi morar com uma amiga, e acabou entrando no mundo da prostituição até que se casou com um cliente milionário, mas a relação só durou dois anos.

De volta à casa dos pais, reencontrou a música, que aprendeu a cantar e ouvir ainda menininho chamado pelo nome de Rafael.
“Eu tenho um superorgulho de ser uma mulher trans. A partir do momento que me aceitei e soube quem eu era, nada mais foi obstáculo. Nem a dor que eu senti. Eu tenho uma fé imensa, mas não preciso de uma igreja. Minha religião é Jesus”, relatou a cantora.
Rafa disse ainda que tem um grande desejo de gravar música gospel, pois segundo a cantora, a música não tem gênero.
“Não quero polemizar nada. A música não tem gênero, e seria uma forma de falar para tantas pessoas LGBT que são cristãs como eu sou”.

A cantora  foi backing vocal de Pabllo Vittar e se apresenta com Luisa Sonza, mas está se lançando na carreira solo, e pretendo em breve lançar um álbum de música gospel

0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Footer

Tecnologia do Blogger.