Cidade chinesa proíbe comércio de carne de cães e gatos em meio a crise de coronavírus - Atualidades

Cidade chinesa proíbe comércio de carne de cães e gatos em meio a crise de coronavírus




Shenzhen aprovou uma lei que proíbe o consumo e a produção de carne de cachorro e gato, com o governo da cidade apontando para a estreita relação que se desenvolveu entre humanos e esses animais

Uma cidade chinesa proibiu o comércio de carne de cães e gatos em meio à crise do coronavírus .
Shenzhen aprovou a lei que proíbe o consumo e a produção de carne de cachorro e gato.
A cidade foi além do fechamento temporário do governo de "mercados úmidos", onde os animais são vendidos, interrompendo permanentemente o comércio brutal.
Acredita-se que o surto de Covid-19 tenha começado em um 'mercado úmido' em Wuhan, China.

A lei entrará em vigor em 1º de maio, informa Daily Star .
Um porta-voz do governo da cidade disse: "Cães e gatos como animais de estimação estabeleceram uma relação muito mais próxima com os seres humanos do que todos os outros animais, e proibir o consumo de cães e gatos e outros animais de estimação é uma prática comum nos países desenvolvidos e em Hong Kong e Taiwan

0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Footer

Tecnologia do Blogger.