URGENTE: Mandetta revela que Maio e junho serão meses muito duros e defende isolamento - Atualidades

URGENTE: Mandetta revela que Maio e junho serão meses muito duros e defende isolamento



O Ministro de Saúde Luiz Henrique Mandetta passou este domingo (12) de Páscoa junto com o governador de Goiás Ronaldo Caiado (DEM), em Goiânia. Após vir a Goiás vistoriar obras do Hospital de Campanha de Águas Lindas de Goiás, Mandetta decidiu estender viagem após receber convite de Caiado.
Na ocasião, o ministro afirmou que o pico do coronavírus será em maio e junho e pediu que o Brasil não desista do isolamento.

"Maio e junho serão, realmente, os nossos meses mais duros. Eu espero uma fala única, uma fala unificada, porque isso leva para o brasileiro uma dubiedade, ele não sabe se ele escuta o Ministro da Saúde ou se ele escuta o presidente. Serão dias muito duros, dias em que seremos taxados por não fazer o que tínhamos que fazer", disse Mandetta, em entrevista exclusiva ao Fantástico.


Mandetta e Caiado passaram o dia no Palácio das Esmeraldas, na capital. O ministro veio à Goiás no sábado (11) junto ao presidente Jair Messias Bolsonaro (sem partido) para acompanhar as obras do hospital que receberá pacientes com coronavírus no Entorno do Distrito Federal. A decisão do ministro de passar o domingo em Goiânia não fazia parte da agenda oficial de nenhuma das duas autoridades.


“Governador Ronaldo Caiado é como um irmão mais velho, uma espécie de ‘paizão’, então, ele me convidou, eu aceitei, vim aqui com minha esposa e almoçamos juntos hoje, rezamos juntos hoje com a família dele, ele me emprestou um pouquinho da família dele para recarregar as baterias. Por causa disso, eu vim pra cá”, disse Mandetta.


Mandetta aproveitou o dia em Goiânia para conceder entrevista exclusiva ao Fantástico, por videochamada. Durante a entrevista, o ministro reforçou a necessidade do isolamento social e afirmou que aglomerar em padarias e parques é uma “atitude claramente equivocada



“Quando você vê as pessoas entrando em padaria, entrando em supermercado, entrando em situações, fazendo aquelas filas umas atrás da outra, encostadas, grudadas, pessoas que estão aí fazendo piquenique em parque, aglomeraras, isso é claramente uma coisa equivocada”, disse Mandetta.

O ministro voltou para Brasília ainda na noite deste domingo e segue com os compromissos normais



Coronavírus no Brasil
As secretarias estaduais de Saúde divulgaram, até as 20h30 deste domingo (12), 22.318 casos confirmados do novo coronavírus (Sars-Cov-2) no Brasil, com 1.230 mortes pela Covid-19.


Em Goiás, a Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES-GO) informou há 14 mortes por coronavírus em Goiás e 227 casos confirmados da doença. A secretaria informou ainda que outros 3.646 casos seguem em investigação

0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Footer

Tecnologia do Blogger.