Pastor veste máscara de mulher contaminada com Covid-19 e diz que ela vai se curar - Atualidades

Pastor veste máscara de mulher contaminada com Covid-19 e diz que ela vai se curar



Um pastor da cidade de Serra (ES) se envolveu em uma forte polêmica após levar uma fiel diagnosticada com Covid-19 para um culto, retirar a máscara dela e colocar no próprio rosto, dizendo que esse gesto levaria a cura à mulher.

O pastor em questão é Deiverson Antunes, 29 anos, da Igreja Apostólica Tenda da Vitória, que fica no bairro Carapina Grande.
No vídeo que circula nas redes sociais, a fiel mostra um papel que seria o resultado de um teste positivo para a doença e o pastor diz: “Eu vou desafiar o Covid-19”.
“Se esse covid aqui é mais forte que o Deus da minha vida, eu pego coronavírus agora, mas se a unção que há na minha vida é mais forte, na hora que ela colocar essa máscara, ela vai ser curada”, diz o líder neopentecostal.
Em seguida, ele passa a máscara usada da fiel em seu rosto e devolve para a mulher, que veste o equipamento de proteção. O pastor, então, acrescenta: “Seja curada em nome de Jesus”.

O vídeo foi originalmente publicado pelo próprio líder religioso em sua página no Facebook com a legenda “apóstolo Deiverson Antunes coloca máscara contagiada com Covid-19 no rosto e desafia em nome de Jesus o vírus com a água ungida. Jesus é maior do que o Covid-19”.

De acordo com informações do portal Tribuna Online, antes de passar a máscara usada da fiel no rosto, Antunes pega um pote plástico descartável das mãos de uma outra mulher e joga o líquido na parte interna da máscara.

“É uma água consagrada, abençoada. Temos fé em Jesus Cristo e a fé é a nossa proteção. Eu sou um testemunho vivo disso. Creio em milagres. Trabalho com culto de libertação. Em nome de Jesus já curei pessoas que andavam de muleta, de cadeira de rodas, com câncer, coisas até mais graves do que o coronavírus. Eu creio nisso”, explicou Antunes.
Questionado se considera adequado receber uma pessoa infectada pelo novo coronavírus no templo, o pastor tergiversou: “Não coloquei a vida de ninguém em risco. Eu peguei a máscara e não encostei em ninguém. A fé tem que ser desafiadora. Essa mulher apareceu na frente da igreja quando eu perguntei se havia alguém enfermo. Ela foi para a frente e me mostrou o exame de Covid-19. Na mesma hora orei pela cura dela”.
O vídeo – excluído pelo YouTube – também mostrava pessoas entre os fiéis sem máscaras de proteção, e o pastor se eximiu de responsabilidade: “Temos álcool em gel, afastamos as cadeiras para as pessoas ficarem com no mínimo um metro e meio de distância umas das outras… Fazemos tudo o que orientam, mas não dá para na hora do culto ficar mandando um ou outro que tirou a máscara colocar ali na hora”, alegou

0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Footer

Tecnologia do Blogger.